o que é?

O projeto-piloto para a devolução de garrafas de bebidas em plástico PET não reutilizáveis tem como objetivo incentivar os cidadãos a adotarem comportamentos sustentáveis, para que o material recolhido seja reciclado e incorporado como matéria-prima na produção de novas garrafas de bebidas.

Fecha-se o ciclo deste material, contribuindo para uma economia mais circular.

PORQUÊ?

1

Sensibiliza os consumidores e estimula a confiança no sistema de reciclagem

2

Garante um circuito para plástico PET mais limpo e sem mistura de materiais contaminantes

3

Contribui para a produção de PET reciclado de elevada qualidade, que será incorporado na produção de novas garrafas de bebidas.

QUANDO DO VELHO SE FAZ NOVO,
TODOS GANHAM.

GANHA O PLANETA!

Onde é que este projeto-piloto está a ser desenvolvido e em que consiste?

O projeto abrange um conjunto de 23 máquinas de recolha automática instaladas em grandes superfícies comerciais, localizadas em Portugal Continental, cuja lista pode ser consultada aqui.

Nestes locais os consumidores podem fazer a entrega de garrafas de bebidas em plástico PET usadas e receber em troca, em formato de talão de desconto, o valor correspondente à(s) unidade(s) entregues(s).

Estes talões podem depois ser utilizados em compras, de valor igual ou superior, na loja ou insígnia onde as garrafas foram entregues. O valor poderá, em alternativa, ser doado a uma instituição social que promova iniciativas relevantes para a sociedade. Saiba mais em Ajude a Ganhar

Em que medida este projeto é importante?

Este é um projeto inovador que introduz, pela primeira vez em diversos pontos de Portugal Continental, um sistema de recolha em embalagens de bebidas em plástico que premeia o consumidor final pelo ato de as devolver.

Trata-se também de um projeto que vem preparar a implementação do futuro sistema de depósito de embalagens de bebidas e que deverá ser implementado no início de 2022, abrangendo embalagens em plástico, vidro, metais ferrosos e alumínio.

Quem gere o projeto-piloto?

O projeto-piloto é gerido por um consórcio composto pela Associação Águas Minerais e de Nascente de Portugal, Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas (PROBEB) e Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), no âmbito da aplicação da Lei n.º 69/2018, de 26 de dezembro, que alterou o Decreto-Lei n.º 152-D/2017, de 11 de dezembro, e regulamentado através da Portaria n.º 202/2019, de 3 de julho.

O Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e Ação Climática, através do Aviso n.º 12599/2019, de 23 de julho, financia a 100% este projeto piloto, num montante de 1 665 000 euros.

NÚMEROS E DADOS RELEVANTES
SOBRE O PET E A SUA RECICLAGEM

As embalagens de bebidas PET (sigla utilizada para o material politereftalato de etileno) têm um conjunto de mais-valias: são leves, práticas, transparentes, altamente resistentes e cumprem um conjunto de rigorosos requisitos de segurança alimentar. São, por isso, uma opção comum para diversos produtos líquidos como águas, sumos, refrigerantes e bebidas alcoólicas.

Em muitos casos não é viável a substituição ou eliminação do uso destas embalagens de plástico. Por isso, é muito importante a sua reciclagem após o consumo. Uma vez reciclado, é reduzido o impacto ambiental causado pelo encaminhamento incorreto do plástico e este poderá voltar a ter novas vidas através da incorporação em novas garrafas de bebidas.

SABIA QUE...

50%

A reciclagem de garrafas em PET evita a emissão de gases com efeito de estufa em mais de 50%.

60%

A reciclagem de PET evita em mais de 60% o consumo da energia que seria necessária para a produção a partir de matéria-prima virgem.

30%

É a meta de incorporação de PET reciclado na produção de novas garrafas de bebidas a alcançar até 2030.

Parceiros

MAAC – Ministério do Ambiente e da Ação Climática

Promotor da iniciativa, através de verba consignada no plano de atribuição de apoios e de utilização de receitas do Fundo Ambiental, prevista no Despacho nº 1761/2019, de 19 de fevereiro.

Fundo Ambiental

Apoia a implementação do projeto-piloto para testar o sistema de incentivo para a devolução de embalagens de bebidas em plástico, não reutilizáveis, nos termos no Aviso nº 12599/2019.

APA – Agência Portuguesa do Ambiente

Assegura a existência de um sistema de registo, bem como a monitorização e acompanhamento do projeto em articulação com o Consórcio, nos termos previstos na Portaria nº 202/2019, de 3 de julho.

Embaladores e importadores de bebidas em plástico PET

Enquanto responsáveis pela colocação no mercado de bebidas em plástico PET, contribuem para a criação e manutenção de um sistema de registo que serve de base ao reconhecimento das embalagens nas máquinas.

Grandes superfícies comerciais

Disponibilizam espaço no estabelecimento para a instalação de máquinas para retoma de garrafas de bebidas em plástico PET e asseguram a sua operação.
Consulte aqui a localização das grandes superfícies comerciais incluídas no projeto piloto

Entidades Gestoras de embalagens e resíduos de embalagens

Asseguram a recolha dos resíduos de embalagens a partir das grandes superfícies comerciais e o seu encaminhamento para reciclagem.

  • Electrão – Associação de Gestão de Resíduos, S.A.
  • Novo Verde – Sociedade Gestora de Resíduos de Embalagens, S.A.
  • Sociedade Ponto Verde - Sociedade Gestora de Resíduos de Embalagens, S.A.