“Do Velho se Faz Novo” reforça vertente ambiental

“Do Velho se Faz Novo” reforça vertente ambiental
 
Depois do sucesso atingido durante o primeiro ano de existência, o projeto-piloto “Quando do Velho se Faz Novo” entra numa fase exclusivamente dedicada à vertente ambiental.
 
O balanço deste projeto é positivo: mais de 15 milhões de garrafas entregues nas 23 máquinas instaladas em grandes superfícies comerciais; mais de 500.000 € atribuídos em descontos aos consumidores e mais de 60.000 € em donativos, que serão entregues às instituições selecionadas por votação dos consumidores. 
 
Em março foi ultrapassada em 89% a meta definida para a quantidade de embalagens a recolher, superando as melhores expectativas. Complementarmente, o projeto atingiu os objetivos em termos de incentivos aos consumidores e de apoio social e prossegue com a sua missão de promover a sustentabilidade ambiental através de uma economia mais circular. Com o plástico recolhido nas máquinas serão produzidos materiais reciclados de elevada qualidade para a incorporação em novas garrafas de bebidas.
 
Este projeto é financiado a 100% pelo Fundo Ambiental do Ministério do Ambiente e da Ação Climática, num montante de 1,655 milhões de euros, e gerido por um consórcio composto pela Associação Águas Minerais e de Nascente de Portugal, Associação Portuguesa das Bebidas Refrescantes Não Alcoólicas (PROBEB) e Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED).
 
A localização das 23 máquinas de recolha de garrafas de bebidas em plástico PET não reutilizáveis pode ser consultada aqui.
 
O projeto-piloto “Quando do Velho se Faz Novo, todos ganham. Ganha o Planeta!” pretende ser uma referência para a implementação do futuro sistema de depósito de embalagens de bebidas.
 

Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estás a consentir a sua utilização. Sabe mais sobre o uso de cookies.